As ameaças de ataques em uma escola estadual de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), feitas por meio de um grupo intitulado "Massacre União e Força", são alvos de investigação da Polícia Civil, segundo confirmou o delegado regional, Alex Cuyabano. A denúncia chegou até à Polícia na sexta-feira (15) e foi feita pela diretora da unidade e por pais de alunos.

 

O delegado informou, por meio da assessoria de imprensa, que o grupo é formado por 18 adolescentes e que todos já foram identificados. O caso foi encaminhado para a Delegacia do Adolescente do município e os envolvidos começam a ser ouvidos na segunda-feira (18). O criador do grupo é conhecido por estar envolvido em diversas confusões na unidade escolar.

  

De acordo com a denúncia, os adolescentes planejam um ataque e citam o ocorrido em Suzano (SP), na última semana, como exemplo. Na quarta-feira (13), os atiradores Luiz Henrique de Castro, 25, e Guilherme Taucci Monteiro, 17, invadiram uma escola na cidade paulista e acatacaram alunos e professores a tiros e golpes de machadinha. Oito pessoas morreram, incluindo o tio de um dos atiradores, atingido antes do ataque à escola, e 11 ficaram feridas. Os dois atiradores se mataram.

 

Outro lado 

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou que está acompanhando o caso, juntamente com a Promotoria de Justiça da Comarca do município de Cáceres. Disse que na segunda-feira (18 ) vai se reunir com a comunidade escolar para discutir sobre o caso. Entre as ações que serão realizadas com a comunidade estão campanhas de conscientização no combate à violência.

 

Fonte: Andréia Fontes /Gazeta Digital

Os eleitores de Campo Novo têm até o dia 29 de março para realizarem o cadastramento biométrico junto com o Cartório Eleitoral Municipal. Após essa data, quem não efetuar o cadastro terá seu título cancelado.

“Infelizmente não temos um posicionamento de prorrogação. Por enquanto o Tribunal Regional Eleitoral tem se mantido firme para não prorrogar. Lembrando que quem não comparecer até a data limite, terá o título cancelado”, esclareceu Arthur Silva, chefe do Cartório Eleitoral de Campo Novo.

Para facilitar o serviço e diminuir as filas, o cartório definiu um novo método de distribuição de senhas. “Pensando nos eleitores que tem passado a noite em frente ao cartório, nós optamos para fazer a distribuição a partir do meio-dia”, ressaltou Arthur Silva.

A partir desta sexta-feira, serão distribuídas aproximadamente 120 senhas no período da manhã e o mesmo número para o período da tarde. As senhas da manhã do dia seguinte, serão distribuídas ao meio-dia do dia anterior. É importante lembrar que cada eleitor tem direito a uma única senha, evitando prejudicar quem enfrenta filas.

O cadastramento só é necessário para eleitores de Campo Novo. Aqueles que não possuem seu título no município, devem consultar o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e verificar se o município de origem passa por revisão.

Para fazer a revisão, o eleitor precisa ter em mãos um documento oficial com foto, o título de eleitor e um comprovante de residência atualizado. No caso dos homens, é necessário também um documento de quitação com o serviço militar.

O cartório funciona das 7h30 às 18h.

AO VIVO: acompanhe o julgamento do caso Bernardo

Madrasta do menino fala publicamente pela primeira vez, nesta quinta-feira, sobre o crime

Nesta quinta-feira (14) acontece o quarto dia de julgamento dos acusados de assassinar o menino Bernardo Boldrini, em Três Passos. O pai, Leandro Boldrini, e a madrasta, Graciele Ugulini, foram presos pelo crime, assim como Edelvânia e Evandro Wirganovicz — eles respondem por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. De acordo com o Tribunal de Justiça, o julgamento deve durar pelo menos cinco dias.

 

Após ser acusada por Leandro Boldrini, durante depoimento na quarta-feira (13), de ter assassinado Bernardo aos 11 anos junto com a amiga Edelvânia Wirganovicz, — em abril de 2014, — a madrasta do menino é a primeira a ser ouvida pelo júri nesta quinta-feira. Graciele Ugulini deverá manter a versão que inocenta Leandro Boldrini de qualquer participação no crime. É a primeira vez que Graciele falará publicamente sobre o ocorrido. O único depoimento que deu foi à polícia, em 30 de abril de 2014.  

 

Na quarta-feira, Leandro Boldrini, pai do menino, foi ouvido pelo júri. Durante o interrogatório, a defesa do médico pediu a  consignação. A medida serve para, caso o réu seja condenado e os advogados considerem que ele foi prejudicado, a defesa poderá entrar com pedido de anulação do júri.

 

A solicitação ocorreu porque um promotor do Ministério Público continuou fazendo questionamentos mesmo depois de Boldrini ser orientado pelos advogados a não responder.

 

Também na quarta, as últimas testemunhas de defesa foram ouvidas: Luiz Omar Gomes Pinto e Maria Lúcia Cremonese, ex-funcionário e ex-professora do pai do menino, e Luiz Gabriel Costa Passos, perito contratado pela defesa de Boldrini. As outras três pessoas, familiares de Boldrini, foram dispensadas pelos advogados do médico.

 

Fonte: GaúchaZH.

Segundo relatos, suspeitos teriam disparado contra oito crianças e uma funcionária da escola. PMs da 1ª Cia do 32º Batalhão estão a caminho do local

Dois atiradores entraram na escola estadual Professor Raul Brasil, em Dois atiradores entraram na escola estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, a 50 km de distância de São Paulo, e dispararam contra estudantes e uma funcionária, na manhã desta quarta-feira (13). Ao menos 30 disparos foram feitos.

Dois adolescentes encapuzados invadiram a escola atirando. Cinco estudantes — 4 meninos e 1 menina — e uma funcionária morreram. Os atiradores se mataram na sequência. As informações são do centro de comunicação da Polícia Militar de São Paulo.

Outras três crianças deram entrada no hospital Santa Maria, em Suzano. Ainda não se sabe o estado de saúde.

Segundo a Polícia Militar, todo o efetivo da 1ª Companhia do 32º Batalhão de Suzano foi destacado para ir até o local. As equipes da Guarda Civil Metropolitana e do Samu foram enviados para a escola, que tinham aproximadamente 700 alunos. 

Os helicópteros Águia 15 e 17, do Grupamento Aéreo da Polícia Militar, também foram deslocados à ocorrência.

Mais cedo, a Polícia Militar informou que foi acionada para atender a ocorrência de disparo de arma de fogo de pequeno porte e vítimas no local.

governador João Doria (PSDB) informou, por meio de nota que, assim que foi avisado que havia alunos feridos dentro da Escola Estadual Raul Brasil, cancelou a agenda e se dirigiu ao local para acompanhar o trabalho de resgate e atendimento aos feridos.

Fonte: César Sacheto e Fabíola Perez, do R7*

*Com a elaboração de Ana Maria Guidi, estagiária do R7.

Atiradores disparam contra alunos e uma funcionária em Suzano

(Foto: Reprodução R7/Record TV)

Página 1 de 171

Sobre

  • A Rádio Super FM - 89,3 é a única no município de Campo Novo do Parecis, MT, que possui programação diferenciada, com um estilo próprio.

Fale Conosco

Avenida Mato Grosso - 2199-NE
Campo Novo do Parecis, MT 78360000
Brasil
+(65) 3382-2898
Mobile: +(65) 9 9624-2258
superfm893.com.br